Perguntas Frequentes

Qual a periodicidade de atualização dos dados e informações?
A Secretaria buscará manter as informações de serviços, atividades e programação sempre atualizadas. Os registros correspondentes aos resultados anuais dos programas e parcerias serão atualizados anualmente até 1º de julho de cada ano, após as etapas de produção de relatórios de atividades e de prestação de contas, dos pareceres de acompanhamento, monitoramento e avaliação e da entrega dessa documentação ao Tribunal de Contas do Estado.

Que esforços de melhoria estão em andamento?
A transparência e visibilidade das ações diretas, indiretas, realizadas em parceria com organizações sociais ou realizadas por meio de fomento à Cultura, é uma busca constante. Para ampliar a clareza, completude e confiabilidade dos dados e informações, a Secretaria da Cultura desenvolve o Sistema de Monitoramento e Avaliação da Cultura – SMAC, a partir da construção de uma matriz parametrizada de ações e resultados, que alia um vocabulário controlado para garantir uniformidade entre conceitos e fontes dos dados coletados ao esforço de estruturação de indicadores culturais consistentes. À medida em que esse trabalho avança, novos conteúdos serão adicionados ou aprimorados neste portal, permitindo também a integração entre os vários sistemas da SEC, de maneira articulada.

Além disso, está em implementação o Laboratório de Políticas Públicas de Cultura do Estado de São Paulo – LabCult, um Programa de Pesquisa e Experimentação de Soluções no Campo das Políticas Públicas de Cultura desenvolvidas no Estado de São Paulo e no Brasil. Idealizado a partir do convênio celebrado em julho de 2015 pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo com o Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas da Universidade de São Paulo (NUPPs/USP), o LabCult é coordenado pela Unidade de Monitoramento da SEC SP e pelo NUPPs/USP. Seu propósito é realizar análises e pesquisas interdisciplinares entre “fazedores/executores” e “estudiosos” das políticas culturais, de modo a qualificar a prática e a ampliar a relação teoria e prática, visando debater, propor e experimentar melhores alternativas para a gestão, o fomento e a atuação nas diversas áreas da Cultura a partir da iniciativa pública estatal. Nessa direção, seus objetivos incluem: a estruturação de melhores parâmetros de coleta, organização e registro das informações culturais; o desenvolvimento de estratégias para aprimorar a prestação de contas à sociedade no que se refere às políticas públicas de Cultura; a elaboração de referenciais estatísticos e indicadores que se constituam em ferramentas efetivamente úteis de apoio à tomada de decisão no campo das políticas culturais, e o desenvolvimento de pesquisas de avaliação da efetividade das políticas públicas de cultura.


E quando os “mesmos dados” forem diferentes em mais de uma fonte?
A consolidação de dados oficiais pode sofrer variações, derivadas da adoção de fontes e conceitos diferentes, o que deve ser observado para garantir análises mais corretas. Para estabelecer comparações e mesmo manter séries históricas, é necessário haver um entendimento claro e comum, compartilhado e continuado, a respeito do que significam os termos empregados (o que englobam ou não), as fontes de origem da informação e as datas de sua atualização.

Ao observar que fontes distintas apresentam números diferentes para uma mesma ação, programa ou resultado, é importante verificar qual a definição do conceito adotada, a metodologia utilizada para coletar os dados e as datas de atualização.

Por sua vez, o trabalho aqui apresentado é feito por profissionais dedicadas e dedicados, mas não isentos(as) de erros. Caso verifique inconsistências ou tenha dúvidas, por favor, entre em contato. Sua opinião e colaboração é muito importante para a transparência e visibilidade pretendidas a bem do interesse público.


Sua pergunta não foi respondida? Entre em contato!
monitoramento.cultura@sp.gov.br